António Nhaga:“ Não pode haver um Estado democrático sem transparência no jornalismo “

POR: Martinho Mendes

O Bastonário da ordem dos Jornalistas da Guiné-Bissau António Nhaga, afirmou esta quarta-feira, 30-06-2021, que não pode haver um Estado democrático sem transparência no jornalismo.

As afirmações de António Nhaga, foram registadas durante o ciclo de conferências para os estudantes do curso de comunicação organizacional e jornalismo da Universidade Lusófona da Guiné, tem como tema “ os media e a democracia na Guiné-Bissau” promovida pela associação académica da mesma instituição acadêmica.

António Nhaga disse que, o Estado da Guiné-Bissau tem de aceitar a liberdade de imprensa como um direito robusto na sociedade guineense como forma de diminuir ameaças ao jornalistas.

A.Nhaga durante apresentação

“Qualquer autoridade ou cidadão que ameaçar ou bater no jornalista deve ser considerado um crime público por lei com mínimo cinco anos de cadeia “, disse.

Além do curso da comunicação, o curso da ciências do Mar e do Ambiente e o da Engenharia Informática, respetivamente da faculdade das ciências e tecnologia, procederam também a apresentação.

Associação Académica da Universidade Lusófona da Guiné, vem promovendo ciclos de conferências para diferentes faculdades sob lema “por uma Guiné-Bissau próspera a partir da ciência” com o propósito de contribuir para o enriquecimento de conhecimento através de aprendizagem extracurricular naquela instituição privada.

Comentarios
estámos no facebook

cap gb o amanha começa aqui

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante:

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x