António Nhaga: “é difícil acabar com a impunidade de Crimes contra Jornalistas no mundo”

Por: Martinho Mendes

As observações de Bastonário da ordem dos Jornalistas da Guiné-Bissau foram registadas esta terça-feira, 02-11-2021, em exclusiva concedida a Cap-gb alusivo, a dia Internacional a fim da impunidade de crimes contra jornalistas tendo afirmado que é difícil acabar com a prática no mundo e, sobre tudo em África.

Antônio Nhaga mostrou-se cético em relação a mitigação deste flagelo, salientando que a impunidade ‘infelizmente’ continuará para sempre se nao se unir seriamente no seu combate.

As organizações da classe jornalísticas na Guiné-Bissau neste caso, o sindicato dos Jornalistas, a ordem e mais outras organizações devem trabalhar no sentido de atenuar essa tendência por se tratar de uma prática mundial, que vitimou e continua causando danos sobre tudo nas zonas de guerra.

“Tudo indica que na Guiné-Bissau se as organizações trabalharem de mãos dadas é possivel sim, mitigar essa tendência”, asseverou.

Tem acontecido golpes de Estado nos países Africanos, as democracias não funcionam bem e, quando jornalistas explicam esses factos, são tidos como uma ameaça e acabam por deixar incomodado alguém que está no poder entrando em problemas.

Para o Bastonário a corrupção no continente africano continua a ser um grande problema e, os que estão no poder a todo custo vão querer manipular as populações, a estratégia recai em controlar as mídias, querer controlar e assumir o que deve e nao ser difundida, com isso udo fazem até, comprar jornalistas, e quando estes tomam uma postura clara de relatar factos com a isenção e imparcialidade, recorrem as intimidações por vezes espancar ou assassinar jornalistas nos casos mais profundos.

Por outro lado, António Nhaga aconselha os jornalistas à evitarem de expor gratuitamente, como forma de evitar conflitos que chegam ao extremo e hostilidades com os lados que de uma outra razão ficam incomodados com trabalhos dos Jornalistas.

O Dia Internacional pelo Fim da Impunidade por Crimes contra Jornalistas é celebrado anualmente a 2 de novembro, em virtude do assassinato de dois jornalistas franceses no Mali, nesse dia em 2013.

Esta data tem como objetivo instar os Estados Membros a implementarem medidas contra a atual cultura de impunidade dos crimes contra jornalistas ou outros trabalhadores dos média.

A data foi proclamado o Dia Internacional pelo Fim da Impunidade por Crimes contra Jornalistas através da Resolução 68/163 adotada na Assembleia Geral das Nações Unidas, a 18 de dezembro de 2013.

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: