António Guterres: “A Pandemia Covida-19 Deixou a educação de rasto como nunca antes visto”.

O Secretário-Geral das Nações Unidas descreveu na terça-feira uma imagem sombria da educação no mundo, que é “abalada” pela pandemia de coronavírus.

A pandemia de Covid-19 perturbou a educação como nunca antes”, disse António Guterres no lançamento da nota de informação dedicada a este sector e ao Covid-19.

Segundo o chefe das Nações Unidas, “em meados de Julho, mais de mil milhões de estudantes tinham sido afectados pelo encerramento de escolas em mais de 160 países”.

A nível mundial, 40 milhões de crianças em idade pré-escolar não puderam beneficiar do primeiro ano de escolaridade, embora este seja tão importante. Os pais, especialmente as mulheres, tiveram de suportar o pesado fardo de cuidar dos filhos em casa”.

Segundo Guterres, apesar da procura do ensino à distância pela rádio, televisão e online, e da mobilização de professores e pais, “muitos estudantes não estavam ligados.

Os alunos com deficiência, membros de minorias ou grupos desfavorecidos, deslocados internos ou refugiados, ou os que ainda vivem em áreas remotas correm o maior risco de ficarem para trás”, advertiu ele.

Mesmo aqueles que têm acesso ao ensino à distância não têm a certeza de ter sucesso, devido às suas condições de vida, incluindo a distribuição justa das tarefas domésticas”, acrescentou ele.

Segundo Guterres, o futuro tinha-se tornado mais sombrio mesmo antes da pandemia de Covid-19, porque “a crise da aprendizagem já nos ameaçava”.

Recordou que “mais de 250 milhões de crianças em idade escolar não estão na escola”.

“Nos países em desenvolvimento”, continuou ele, “apenas um quarto dos estudantes deixa o ensino secundário com competências básicas”.

Guterres acredita que o mundo enfrenta agora “uma catástrofe geracional que ameaça impedir a humanidade de libertar o seu enorme potencial, minando décadas de progresso e aprofundando ainda mais as desigualdades enraizadas”.

O impacto desta crise na nutrição infantil, casamento infantil e igualdade de género, entre outros, é muito preocupante”, advertiu ele.

Guterres explicou que “este é o contexto para a nota informativa” que lançou na terça-feira e a nova campanha “Salvem o nosso Futuro”, uma iniciativa com parceiros na educação e agências da ONU.

Estamos num momento crítico para as crianças e jovens de todo o mundo”, disse ele. As decisões que os governos e os seus parceiros tomam hoje terão um impacto duradouro em centenas de milhões de jovens e influenciarão as perspectivas de desenvolvimento dos países nas próximas décadas”, disse ele.

Comentarios
estámos no facebook

cap gb o amanha começa aqui

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ligue-nos

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x