Angola: Filha de josé Eduardo Santos denuncia conspiração conta sua pessoa

Isabel Dos Santos revela novas “provas” e mantém a sua tèse de inocência

Documentos atestando uma “conspiração em grande escala orquestrada por pessoas próximas do presidente angolano João Lourenço” contra Isabel dos Santos, foram apresentados ao Supremo Tribunal de Justiça em Londres pela agência israelita de inteligência privada Black Cube, de acordo com um comunicado de imprensa em nome da empresária angolana, publicado na segunda-feira, 29 de Março. Esta nova prova diria respeito a gravações áudio e vídeo lançando dúvidas sobre as revelações das “fugas de Luanda” publicadas em Janeiro de 2020.

Para a defesa da filha do ex-presidente angolano José Eduardo dos Santos, este caso baseia-se num “ataque direccionado pelos serviços secretos angolanos, operando sob a direcção expressa do governo Lourenço”, com o objectivo de dispor ilegalmente dos bens de Isabel dos Santos. A declaração dizia que as novas provas apresentadas ao Supremo Tribunal de Justiça em Londres fazem parte do processo em curso contra a Unitel International Holdings (UIH, propriedade de Isabel dos Santos) pela empresa angolana de telecomunicações Unitel, que procura o reembolso dos empréstimos concedidos à UIH em 2012 e 2013.

Na sua declaração, a advogada de Isabel dos Santos, Michelle Duncan, afirmou que “as provas apresentadas ao tribunal são tão condenatórias como perturbadoras. Salienta o facto de o processo instaurado contra a UIH pela Unitel no Supremo Tribunal ser apenas um elemento de uma campanha maligna e de grande alcance do governo angolano para apreender ilegalmente os bens da Sra. dos Santos.

De recordar, a 19 de Janeiro de 2020, uma investigação do International Investigative Journalism Consortium (ICIJ) revelou “esquemas financeiros fraudulentos” pela filha do ex-presidente angolano dos Santos e seu falecido marido, Sindika Dokolo. O caso levou ao congelamento das contas bancárias de Isabel dos Santos e dos activos da NOS em Portugal e à nacionalização das suas acções na empresa portuguesa Efacec, activa nos sectores da energia, mobilidade eléctrica, engenharia e transportes.

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: