alterações climáticas: Ministério do Ambiente e Biodiversidade tenciona tarifar o Carbono

Governo através do ministério do Ambiente e biodiversidade, promoveu segunda-feira, 12 de Abril de 2021, atelier de capacitação destinado aos atóres da Guiné-Bissau em instrumentos econômicos de tarifação do carbono.

No ato solene, o Ministro do Ambiente e Biodiversidade Viriato Cassamá disse que, a iniciativa visa concretizar o preceito da convenção das Nações Unidas sobre as alterações climáticas.

O titular da pasta do ambiente defende que, uma árvore em pé vale mais do que uma árvore abatida.

“ Uma árvore em pé vale mais do que uma árvore abatida porque ela, a árvore em pé pode prestar serviços ecossistemicos, desde factor limitante do balanço do carbono, da energia doméstica, da regulação do clima, de farmacopeia “ explicou Cassamá.

Ainda o governante exorta os participantes a tirarem o maior proveito dos conteúdos a serem transmitidos.

Para o Diretor-geral do Ambiente Laurentino Cunha na sua curta declaração a imprensa, pediu apoio dos técnicos sub-regionais em instrumentos necessários em fazer cálculos da economia do carbono.

De referir que, a tarificação do carbono é uma atividade que, pode contribuir nas estratégias de desenvolvimento a nível nacional assim como resiliente a baixo carbono numa perspectiva de longo prazo.

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: