Alfredo maria Gomes: “É imperativo a restruturação da Ordem dos jornalistas na Guiné-Bissau”

A declaração é feita terça-feira 11.05.2021 pelo presidente da mesa da assembleia geral.

Alfredo Maria Gomes afirmou que a ordem desde o seu primeiro congresso funcionou normalmente, algo que começou a mudar ao passar de tempo, Alfredo considera o desfalque estar ligado pelo abandono dos seus membros e a ordem ficou só com o seu Bastonário.” Não devemos ter uma organização apenas centrada numa pessoa ou num número restrito de pessoas por isso associamos para permitir a reorganização desta organização. Disse para de seguida afirmar que é urgente a restruturação da OJG para pôr face as diferentes situações em que os jornalistas se encontram, “infelizmente até hoje não houve nenhum intenção a candidatura OJG e o fim da entrega será no dia 14 do mês corrente”.alertou


Para ele a ordem será restruturado a fim de poder responder com os anseios da classe, para ele, há toda necessidade de ordem funcionar plenamente perante a situação que o pais está assistir, atuação dos órgãos de comunicação social, dos jornalistas, “entendemos que há toda necessidade imperativa de ordem estar mais perto da classe jornalística”. Frisou Maria gomes.


Por outro lado Gomes garantiu a maior transparência na realização do segundo congresso da assembleia geral. Perguntado sobre o possível adiamento da eleição Maria disse que pode prover do Conselho diretivo divido algumas dificuldades que na qual se depara.

Texto: Epifania Gomes

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: