Energias: Crescimento populacional aumentam desafios no setor energético

img ANG

imagem: ANG

Director-geral da agricultura manifestou-se preocupado com a precariedade do sector energético do país.

As inquietações de Júlio Malam Injai registado hoje, durante abertura do seminário de apresentação do projecto “WASCAL/ Hidrogénio ATLAS” para África sub-sahriana.

No ato, o responsavel afirmou que, África sub-sahriana enfrenta crise energética essencialmente devido ao crescimento populacional, considerando de imperativo encontrar uma solução de forma racional e sustentável para a geração de energia que servirá de base para o desenvolvimento económico e sustentável dos países da zona subsariana.

Ainda, segundo o responsavel a Guiné-Bissau na esta fora desta realidade, dada a precariedade do sector energético sobretudo no que tange ao sistema de produção e distribuição da energia elétrica.
“Falta das infra-estruturas, em certas localidades que se encontra em estado avanço de degradação, com recursos humanos qualificados insuficientes, e com a falta da política consistente para formação e de capacidades.

A nível nacional cerca de 16% da população é que tem acesso a energia, no meio rural menos 1% em Bissau, e é de 29%, enquanto nas capitais regionais é aproximadamente 4% ”.

Perante a situação, o responsavel destaca a necessidade do continente unir para em acções conjuntas fazer face a realidade da precariedade energética na região sub-sariana, defendendo adopção da política que servirão de base para uma visão clara e sustentável do sector permitindo acesso às fontes energéticas limpas e modernas às populações e aos serviços públicos e privados.

A iniciativa visa, avaliar o potencial de produção de hidrogénio através recursos de energias renováveis da região subsariana, tendo em considerações as questões tecnológicas, ambientais, económicas e avaliação de visibilidade social, presentes e futuras demandas energéticas, ressaltando a disponibilidade de adequação dos recursos terrestres e hídrico levando em consideração o uso da terra para agricultura e demandas em água.

De sublinhar que, o projecto foi concebido de forma para apoiar a capacidade de construção em África no campo da tecnologia de hidrogénio verde, tendo a primeira fase do projecto vai ser apoiado pelo governo alemão e países da CEDEAO e SADC, com intuito de explorar potenciais produção de hidrogénio verde através de várias fontes de energia renováveis, aplicando métodos de análise teórica e de campo, coleta de dados, que incluirão informações localizações relacionadas as demandas de energia, presentes e futuros cenários das mudanças climáticas e potenciais impactos preferências de uso do solo e de agua entre outros.

Comentarios
estámos no facebook

cap gb o amanha começa aqui

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ligue-nos

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x