“A seca cobre mais de um terço das áreas terrestres no planeta – Terra.”

DE:Dellcyo Sanca

Os dados constam dum estudo das Nações Unidas sobre planeta – Terra.

De acordo com a ONU, a exploração inadequada do solo, a pobreza, a instabilidade política, a desmatação da flora e más práticas de irrigação são conjuntos de fatores que provocam a fraca produtividade da terra e aumento de desertificação.

Em consequência a Terra está cada vez mais vulnerável, e amanhã, para celebrar o dia mundial de desertificação, os ambientalistas e alguns investigadores agrónomos vão despertar atenção sobre os efeitos de alterações climáticas.

O foco para ano de 2021 é transformar terras degradadas em terras saudáveis.

Na Guiné-Bissau, o ministro de Agricultura, na mensagem alusiva à data proferida hoje, Marciano Silva Barbeiro defende a necessidade de repovoamento florestal no país, sustentando que cada cidadão deve pelo menos plantar uma árvore por ano.

“Dessa forma todas as espécies serão bem-vindas pelas virtudes ecológicas e financeira.
Sendo assim ministério de agricultura e a direção-geral das florestas continua e continuará a ser um parceiro para todos Atores implicados na promoção de gestão adequado dos recursos florestas essencial para o desenvolvimento harmonioso e sustentável do nosso país”.

Ainda, o governante revela o desejo do Governo em  recuperar cerca de quarenta mil hectares de floresta até finais de 2030, aumentando a produtividade das variáveis para positiva na dinâmica atual das terras para 1, 5% Disse o ministro.

Celebra-se amanhã, o dia mundial de combate a desertificação, sob o lema: “restauração e recuperação das terras”.

De sublinhar as regiões de leste e norte da Guiné-Bissau, são zonas mais afectadas, nos últimos anos pelo avanço da desertificação.

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: