A França valida o fim do franco CFA num projecto de lei

O projecto de lei francês que valida o fim do franco CFA foi adoptado na quarta-feira no Conselho de Ministros. A futura moeda da União Monetária da África Ocidental, o eco, manterá uma paridade fixa com o euro.

O projecto de lei que ratifica o fim do franco CFA foi aprovado pelo Conselho de Ministros na quarta-feira, 20 de Maio, um texto “aguardado com expectativa” pelos países da União Monetária da África Ocidental, anunciou Sibeth Ndiaye, porta-voz do Governo francês.

Este texto valida a transformação do franco CFA, que se tornará o eco mantendo a paridade fixa com o euro, bem como o fim da centralização das reservas cambiais dos Estados da África Ocidental com o Tesouro francês, sublinhou.

Esta reforma, recordou a porta-voz, é o resultado do acordo de cooperação assinado em 21 de Dezembro de 2019 entre Emmanuel Macron e os governos dos Estados membros da União Monetária da África Ocidental, que tinha anunciado esta reforma histórica da cooperação monetária entre a França e estes Estados africanos que deveria conduzir ao fim do franco CFA.

“Este fim simbólico devia fazer parte de uma renovação das relações entre a França e África e escrever uma nova página na nossa história”, disse a porta-voz do Governo.

O franco CFA foi “visto como um dos vestígios da Françafrique”, disse Emmanuel Macron em 21 de Dezembro.

A França retira-se dos órgãos sociais

O Banco Central dos Estados da África Ocidental (BCEAO) deixará de ser obrigado a depositar metade das suas reservas cambiais no Banco de França, uma obrigação que foi entendida como uma dependência humilhante da França pelos críticos do franco CFA.

Foi igualmente decidido que a França deveria retirar-se dos órgãos de governação em que se encontrava presente.

A paridade fixa com o euro do futuro eco deve ser mantida. Este ponto vai necessariamente mudar quando a moeda comum da África Ocidental vier a ser criada.

A reforma foi negociada durante todo o segundo semestre de 2019 entre a França e os oito países da União Económica e Monetária da África Ocidental (UEMOA): Benim, Burkina Faso, Costa do Marfim, Guiné-Bissau, Mali, Níger, Senegal e Togo.

Por enquanto, não diz respeito aos seis países da África Central que utilizam o franco CFA, mas formam uma zona monetária separada.

AFP/ france24

Comentarios
estámos no facebook

cap gb o amanha começa aqui

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ligue-nos

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x