” A detenção de Armando Correia Dias, deve-se a porte ilegal de armas de fogo “

O Ministério do Interior, através do seu porta-vos, informou esta segunda-feira 22 de Junho de 2020, que a prisão do empresário Armando Correia Dias, vulgarmente conhecido por NDINHO, deve-se a possessão de duas AK/M de uso militar encontrados na viatura onde o empresário seguia.

Na conferência de imprensa realizada em Bissau, em que esteve presente o Comissário Nacional de Polícia de Ordem Pública e o Comandante Geral de Guarda Nacional, para esclarecer a opinião pública nacional e internacional, sobre o que considera de processo investigativo, levado acabo pelo Departamento de Investigação Criminal de Polícia de Ordem Pública e Guarda Nacional que culminou com a apreensão do empresário Armando Coreia Dias, no passado sábado 22 do corrente mês. O porta-vos da Ministério do Interior, Salvador Gomes, afirmou que o suspeito foi interceptado numa viatura, que no interior dela, havia duas AK/m quatro carregadores e uma arma branca, o que considerou de flagrante delito.

” Depois de três dias de seguimento operativo, finalmente no dia 20 do corrente mês, foi interceptado numa viatura onde se seguia na companhia de mais duas pessoas na altura não identificados. No interior da viatura, foram encontrados duas AK/m quatro carregadores e uma arma branca. Facto que motivou a sua apreensão, para averiguar a proveniência das armas e motivo do seu uso, tendo em conta que já lá vão a um mês que o Estado Maior vinha solicitando a devolução, ou legalização das armas ” disse

Em relação a detenção do Cidadão Carlos Manuel Corria Dias, (irmão de Armando Correia Dias) preso também oras depois, o porta-voz, esclareceu que a captura deve-se, por este, alegadamente ter proferido algumas palavras ameaçadoras por motivos da detenção do seu irmão. Garantindo que o processo vai ser transferidos ainda esta segunda-feira para o Ministério Publico para seguir os procedimentos legais.

Recorde-se que a detenção do empresário Armando Coreia Dias mereceu reacção de várias entidades nacionais como a Liga Guineense dos Direitos Humanos, Rede Nacional das Associações Juvenis (RENAL) e de mais pessoalidades condenando a detenção e exigindo a sua rápida libertação e encaminhamento as instâncias competentes.

O detido ainda nao foi ouvido pelo ministerio publico o que ficou adiado para amanha segundo o seu advogado Sulaimane Cassama.

Comentarios
estámos no facebook

cap gb o amanha começa aqui

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ligue-nos

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x