” A comercialização e o consumo de drogas aumentaram na Guiné-Bissau, apesar dos recursos consideráveis afetos ao seu controlo “.

A Coordenadora do Conselho de Administração de Rede Oeste Africana para Adopção de Paz na Guiné-Bissau (WANEP-GB), afirmou esta sexta-feira 19 de Junho de 2020, a comercialização e consumo de drogas aumentaram na Guiné-Bissau apesar dos recursos consideráveis afetos ao seu controlo.

Denise dos Santos Indeque, falava na conferência de imprensa conjunta entre WANEP-GB e International Drug Policy Consortium (IDPC) que se enquadra no âmbito de celebração no próximo dai 26 do corrente mês do dia mundial de luta contra Droga, subordinado ao lema ” APOIAR E NÃO PUNIR “

Aos jornalistas, Denise dos Santos, afirmou que o ” desenvolvimento de políticas e respostas eficazes em matéria de droga está a revelar-se difícil “. Daí que segundo a Denise, o papel dos responsáveis políticos guineenses deve centrar em rever as suas estratégias de comunicação e as legislações em matéria de droga para alcançar um objectivo mais seguro que e de melhorar a saúde pública. Passando em promover uma nova abordagem equilibrada, integrada e multidisciplinar no controlo do plano nacional da droga através de medidas destinadas a reduzir a oferta e a procura.  

” O papel dos responsáveis políticos guineenses deve centrar em rever as suas estratégias de comunicação e as legislações em matéria de droga para alcançar um objectivo mais seguro que e de melhorar a saúde pública. Criando entre outros um Comité Nacional para Rever a Legislação em vigor em matéria de droga, Reforçar a Capacidade local da Sociedade Civil, das Redes Comunitárias e dos Meios de Comunicação Social em Matéria de Política de Droga e de Descriminação e Trabalhar para Alterar as Leis, Regulamentos e Práticas existentes que impõem tratamento ou detenção obrigatória em locais fechados ” Sublinhou

Na conferência de Imprensa, a coordenadora de WANEP-GB, afirmou que a Rede enquanto integrante da sociedade civil, pode desempenhar um papel nas políticas em matéria de droga, como plataforma de sensibilização para o consumo o seu consumo, promovendo diálogo e do intercâmbio das melhores práticas entre os diferentes intervenientes envolvidos. Lembrando que na Guiné-Bissau o Decreto-lei 2-B/1993 foi particularmente inovador na matéria de prevenção, através deste decreto, o Estado é e deve ser atribuído ” sem reservas ” as ações e medidas de prevenção do consumo, tratamento e reinserção dos toxicodependentes e da luta contra o tráfico de droga.  

Para o vice-presidente de Conselho de Administração de WANEP-GB, o Governo guineense não deve encarar o tráfico de droga e seu consumo como uma questão de sistema penal, mas sim, como um problema de saúde pública com causa e consequência socioeconómicas, desenvolvendo reformas e harmonizar legislações em relação as drogas baseados em padrões mínimas existem e emergentes, defender a discriminação do seu consumo e de infracções relacionados com droga de baixo escala e não violentas.

O dia Mundial de Luta Contra o uso Indevido e o Tráfico de Droga, foi instituído pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), com finalidade de ajudar e sensibilizar as pessoas a tomarem consciência sobre os desafios nocivos do consumo deste produto e este ano o lema é ” APOIAR E NÃO PUNIR “

Comentarios
estámos no facebook

cap gb o amanha começa aqui

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ligue-nos

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x