50 agentes das forças de defesa e segurança recebem a formação de capacitação sobre direitos das mulheres e meninas

DE: Martinho Mendes

A formação de quatro dias que iniciou esta esta quarta-feira , 16-06-2021, na casa dos direitos em Bissau destinada aos agentes das forças de defesa e segurança de diferentes serviços e departamentos sobre a garantia dos direitos humanos das mulheres e raparigas.

O seminário de capacitação dos agentes da força em quadra-se na implementação do projecto direitos das mulheres e meninas que, pretende influenciar as politicas públicas e a adoção de instrumentos da garantia da defesa dos direitos políticos e cívicos das mulheres, bem como a consciencialização pública sobre a necessidade da temática dos direitos das mulheres na igualdade e a equidade de gênero.

Na abertura dos trabalhos, General Malam Cassamá em representação do Ministro da Defesa Nacional da Liberdade e da Liberdade da Pátria, considera que as mulheres e as raparigas constituem uma vulnerabilidade quanto a garantia dos direitos humanos.

Segundo Cassamá as mulheres e as meninas precisam de maior proteção convisita a permitir-lhes liberdades das suas ações frisando que a importância de ações desta natureza reside na procura de forma pedagógica na transmissão de conhecimento necessário para boas práticas.

Para o secretário executivo da AMIC, Laudulino Medina, a formação visa mobilizar o engajamento das forças de defesa e segurança na luta pela garantia dos direitos das mulheres e meninas.

Sala com seminaristas, agentes da segurança

Laudulino Medina realçou que o seminário vai permitir os participantes compreender melhor a problemática dos direitos humanos das mulheres e meninas, adotando-lhes as atividades e práticas da proteção das mesmas antes, durante e após os conflitos e conscientizar seus pares sobre direitos humanos das mulheres e raparigas no país.

Entretanto, Omar Djaló em representação do PNUD, afirmou que, o papel das forças de defesa e segurança é fundamental na promoção dos direitos humanos.

“ Não haverá nenhum desenvolvimento se realmente as mulheres não forem incluídas na Sociedade”, disse.

Durante a formação serão abordados entres outros temas, força de defesa e segurança como pilar do Estado e da sociedade na defesa dos direitos humanos das mulheres e meninas.

O projecto foi financiado pelo PNUD e está sendo implementado pala AMIC, em parceria com a Casa dos Direitos a nível das regiões de Cacheu ,Biombo e Sector Autónimo de Bissau.
De referir que, a formação foi iniciada no dia em que se assinala a quinzena das crianças.

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: