Presidente da República não reconhece a atual liderança da Comissão de Reconciliação Nacional

O Presidente da República da Guiné-Bissau General Umaro Sissoco Embaló afirmou esta segunda-feira 07 de Setembro de 2020 que enquanto chefe de Estado guineense ” nenhum líder religioso presidirá a Comissão de Reconciliação Nacional criada pela Assembleia Nacional Popular.”

O Padre, Pastor ou Imame têm por missão presidir os cultos nas Igrejas ou Mesquitas. Não podemos associar os religiosos com a vida política partidária.”

PR Umaro Sissoko Embalo

Disse Acrescentando que ” uma verdadeira reconciliação passa por um roteiro, ou seja, identificar os infractores e depois reconciliar. Notou

O Chefe de Estado falava no aeroporto Internacional Osvaldo Vieira depois de ter participado em Niamey, Níger na 57ª conferencia ordinaria dos Chefes de Estados e de Governo da Comunidade dos Estados da África Ocidental CEDEAO.

Aos Jornalistas Sissoco Embaló disse que a referida comissão ” não passa de uma brincadeira “. Ainda afirmou, que já avisou ao Ministro das Finanças para não desbloquear qualquer fundo com intuito de apoiar a dita comissão.

Na ocasião o chefe de Estado considerou de ” vergonha ” o acórdão N°6/2020 que julga improcedente o recurso de contencioso apresentado pela candidatura de Domingos Simões Pereira suportado pelo Partido Africano para Independência da Guiné e Cabo-verde PAIGC. Tendo afirmado que atitude dos mesmos, podia levar o país numa “guerra civil “

Comentarios
estámos no facebook

cap gb o amanha começa aqui

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ligue-nos

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x