17 de fevereiro: professores pedem respeito

“Exigimos mais consideração ao nosso trabalho”

Os professores Guineenses, em particular, das escolas públicas exigem do governo da Guiné Bissau, aos alunos e país e encarregados de educação respeito e consideração a essa profissão
No âmbito do dia nacional dos professores, que é uma data escolhida em homenagem ao professor Areolino Cruz que no dia 17 de fevereiro de 1964 morreu para salvar os seus alunos de um bombardeamento em cubucaré, sul do país, os professores da Guiné Bissau comemoram este dia com muita alegria e paixão ao seus trabalhos.
Numa reportagem feita em algumas escolas, os professores lamentam as dificuldades enfrentadas. um dos professores confidenciou a CAP-GB “ser professor é muito difícil, e um dos motivos é a situação do país que afeta os professores e os seus alunos em sala de aula. A indisciplina ou o comportamento inadequado as vezes dos alunos aleados ao falta de pagamento é que nos desmotiva. Temos família para cuidar, o que recebemos não cobre todas nossas despesas e ainda não somos respeitados
Por esse motivo, celebramos o dia de hoje com muita tristeza”
Ainda requeremos ao governo a investir para uma educação de qualidade sem greves ou qualquer interrupção disse nos um dos professores visivelmente agaçado, triste e preocupado com o futuro a nível de educação e lança um vibrante apelo aos professores a inspirarem na vida e obra de Areolino Cruz.

CAP-GB/L-I

Comentarios
estámos no facebook

cap gb o amanha começa aqui

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

Ligue-nos

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x