08 de março: “ A economia do país está no bolso das mulheres” deputada Matilde Indeque

Por: Laércia Valeriana Insali

A deputada e representante do presidente da comissão especializada para mulher e criança da ANP, realçou esta terça-feira 08/03/2022 o papel das mulher na politica e economia do país, durante a jornada de reflexão alusivo a dia internacional da mulher, uma iniciativa da comissão especializada da mulher e criança da ANP e a PLAN internacional.

Na abertura, Indique baseou o seu discurso na importância das mulheres, particularmente da Guiné-Bissau, no desenvolvimento socioecónomico.

“ mulher tem um papel importante na sociedade, economia, politica e cultura na construção de um Guiné-Bissau mais desenvolvido

Matilde Indique identificou algumas mulheres que sempre lutaram ao lado doa homens em busca de emancipação, e manifestou-se confiante que só com a união as vozes das mulheres serão ouvidas.

Para a representante da PLAN no país, Antoinette Chidi, a sua organização acredita que com a sociedade civil e varias organizações pode-se realmente mudar a realidade que as mulheres enfrentam, investindo na sua capacitação económica e igualdade de género porque as meninas têm pouca oportunidade que os homens.

Antoinette referiu as mudanças feitas pela PLAN internacional na vida das mulheres através das iniciativas que incluem mobilização para que as meninas frequentem a escola, trabalhar com gestoras das escolas sobre questão de género.

Com isso, solicita aos deputados da nação a priorizar as leis que protegem as mulheres, pois, acredita que as meninas e mulheres estão prontas para assumirem o motor de mudança para desenvolvimento.

Em representação das mulheres, Lucinda Aucarié realçou a bravura das mulheres que deram suas vidas na luta de libertação que possam servir de exemplo.
Por sua vez, disse que a data de celebração internacional das mulheres serve de estratégia para promover a igualdade de direitos incluindo votos para mulheres.

Lucinda lança um vibrante apelo aos pais, que empenhem para que haja funcionamento de género na família sendo base da sociedade, e ao estado, para que assuma seu papel de garantir a educação para as raparigas, sendo que ultimamente o nível da escolarização das mulheres está em alto, onde cerca de 75% dos finalistas são do género feminino.

Autor: CAP-GB

Partilhe este artigo

cap gb o amanha começa aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva email noticias cap-gb

capgb info email seja assinante: